O incrível olfato dos cães

O ser humano tem como principal sentido a visão. Percebemos o mundo através de cores e formas e assimilamos significados desses elementos que se desenham diante de nossos olhos.

Apesar de ser o nosso mais importante sentido, nossa visão nem é tão apurada assim, em comparação com outros animais, como a águia e o tubarão.

Como é de se esperar, por conhecermos apenas nossa maneira de ver o mundo, não conseguimos imaginar o que é percebê-lo de maneira diferente. No caso dos nossos amados cães, é fácil esquecer que, apesar de estarmos em completa sintonia de convivência, vivenciamos as mesmas coisas de formas bem distintas.

O cachorro, como muitos sabem, possui um super poder: O olfato. O olfato do cão é tão poderoso que é difícil para nós imaginarmos certos odores que eles conseguem detectar. Imagine você conseguir sentir o odor de uma folha caindo, dos insetos que residem dentro de uma árvore ou de uma gota de sangue em uma piscina. Sentir e detectar a composição de uma borrifada de perfume dada dentro de um estádio de futebol fechado.

É simplesmente impossível, o que os torna não só animais extremamente especiais, como nossos aliados, emprestando-nos seus narizes na busca de pessoas, substâncias, doenças, explosivos, e tantos outros.

Confira abaixo algumas curiosidades incríveis sobre o olfato dos nosso cães e fique maravilhado com esses super animais que convivem conosco:

– O nariz esponjoso e molhado faz com que o cão capture mais fácil os odores que a brisa traz;

– Os cães possuem a habilidade de cheirar separadamente com cada narina, ajudando a determinar a direção de onde o cheiro vem. Ou seja, rapidamente, o cão fica ciente do que esta cheirando e sua origem;

– Com a entrada do ar no nariz, um tecido o separa em dois compartimentos diferentes. Um só para respirar, e o outro só para sentir o cheiro;

– O segundo fluxo de ar entra em uma região com milhões de células receptoras olfativas extremamente especializadas. Para ser mais específico, 300 milhões, comparadas com as nossas 5 milhões;

– Os cães exalam através de uma abertura localizada ao lado do nariz, criando redemoinhos de ar que ajudam a trazer novas moléculas de odor e que uma concentração de odor se forme após várias inspirações;

– Para processar a quantidade de informações que o nariz caputra, o sistema olfativo canino possui uma área relativa cerebral muito maior do que a de um humano, equivalente a 40% a mais para ser mais exato;

– Toda essa estrutura permite que o cachorro identifique e lembre de um número imenso de odores, em concentrações que chegam a até 100 milhões de vezes menores do que o nosso nariz humano pode detectar;

– O cachorro possui um sistema olfativo separado, chamado órgão vomeronasal, localizado acima do céu da boca, detectando os hormônios que todos os animais naturalmente liberam. É por ele que os cães conseguem identificar parceiros em potencial, distinguir entre animais amigáveis e hostis, assim como os alerta sobre nossos vários estados emocionais;

– Por que o olfato é mais primário que os outros sentidos, ao passar pelo tálamo e conectar diretamente com a estutura cerebral, envolvendo emoção e instinto, é possível afirmar que a reação de um cão é ainda mais imediata e visceral que a nossa;

– Outra característica impressionante é o fato do cachorro captar e identificar , através de sinais olfatórios que todos nós vamos deixando por onde passamos, onde estivemos ou o que fizemos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *